Dando continuidade à apresentação de nossos missionários, temos nesse número os depoimentos de dois casais de missionários: Rev. Éder e Neusa Baccan, que fazem parte da nossa Equipe de Apoio, e Miss. Valdemir e Julieta Amaral, falando da sua vida, seu campo missionário, sua área de atuação e seus projetos.

Desejamos dessa forma aproximar Missionários, Mantenedores, Amigos e Igrejas parceiras da ATE, que se unem na divulgação das Boas Novas do Evangelho entre diferentes povos e culturas.

Rev. Éder e Neusa Baccan

Eder_NeuzaBaccan

Neusa e eu estamos servindo na Missão ATE desde janeiro de 2011 e temos visto a direção do Senhor e Sua confirmação em nossos corações sobre a nossa missão: fortalecimento espiritual aos missionários e seus familiares, bem como evangelização em seus campos de atuação.

Também divulgamos a Missão ATE em Igrejas de várias denominações evangélicas e participamos de Conferências Missionárias, para compartilharmos sobre os trabalhos que estão sendo realizados pelos nossos missionários e levantarmos mais intercessores.

Somos gratos ao Senhor da seara que nos chamou para servirmos conforme os dons que nos concedeu para o louvor da sua glória!

Rev. Éder e Neusa – Equipe de Apoio ATE

 

Missionários Valdemir e Julieta Amaral

5-Valdemir_Julieta

O missionário Valdemir Amaral é casado com Julieta. O casal tem 2 filhos, Matheus e Kelley Melinda.

Valdemir e Julieta são missionários associados da Missão ATE. O seu campo de atuação é o Centro de Treinamento Canaã (CTC), escola bíblica de preparo transcultural, localizada na cidade de Pimenta Bueno-RO.

Atuam como professores do curso bíblico, nas áreas de saúde (Julieta), direção administrativa e como deões dos alunos solteiros.

Além das aulas ministradas em sala, há também o acompanhamento informal dos alunos (discipulado), que acontece durante o tempo todo, uma vez que o regime do centro de treinamento é de internato.

Neste ano, contam com 34 alunos, de 12 etnias indígenas, vindos de MT, AC, AM, e alguns de RO.

Além de fazerem o curso bíblico, os alunos têm a oportunidade de continuar seus estudos na cidade, uma vez que o CTC está inserido em contexto urbano.

Valdemir relata que eles têm tido o privilégio de participar daquilo que Deus vem fazendo na vida dos alunos, percebendo um crescimento significativo, amadurecimento, caráter transformado e libertação de alguns medos, os quais são bem reais em culturas animistas.

Os alunos recebem noções básicas em horticultura, criação de frangos para corte e postura, marcenaria, construção civil, instalações elétricas residenciais.